AMSTERDAM

Na Bagagem – Amsterdam

Como vocês sabem, fomos para Europa para estudar inglês em Londres. Durante os dias da semana ficávamos na cidade, e nos finais de semana saíamos para conhecer outros lugares. O primeiro destino da Eurotrip foi Roma, o lugar onde ficamos mais tempo depois de Londres, pois fomos pra lá antes do nosso curso começar.

Vocês acompanharam os vídeos do nosso primeiro destino? Se você ainda não viu,

confira aqui

e nos acompanhe desde o início da nossa viagem 😀

Todos a bordo para voar em direção ao nosso segundo destino?

Após voltarmos de Roma (vocês viram que tivemos problemas com o voo, e dormimos uma noite no aeroporto, né?) e começar o curso de inglês em Londres, fomos para a maravilhosa Amsterdam no final de semana seguinte. Saímos da aula, passamos em casa para pegar as malas, e fomos até a Regent Street comprar algumas coisinhas pra levar (como blusas, pois depois das 22:00 começa a fazer um pouco de frio no verão da cidade).

1
Esquina da Regent Street com a Oxford Street, onde passamos para comprar uma blusa antes de ir para o aeroporto.

A ida.

 Pegamos o avião a tarde e desembarcamos em Amsterdam por volta das 19h. O vôo foi muito agradável. Tinha um grupo de amigos que estavam indo juntos fazer a despedida de solteiro de um deles, que ia se casar. Foi muito engraçado, aqueles caras mudaram o clima do avião. Até o piloto chegou a comentar sobre eles após as instruções pré-decolagem.

2
Uma das primeiras vistas de Amsterdam quando o avião passa a voar sobre terra firme.

 Quando chegamos em Amsterdam (menos de 2h de vôo), um trem nos levou do Schiphol Airport até a estação Amsterdam Rai, onde desembarcamos e saímos na rua para pegar um Tram (uma espécie de bondinho que está por toda a cidade). Existem diversas linhas de Trams, e é um transporte bem popular na cidade, assim como as bicicletas. Para andar neles, você pode usar o mesmo bilhete que é usado para trens que ligam cidades, ou seja, com um único bilhete você pode ir de Amsterdam para Rotterdam naqueles trens mais elaborados de dois andares, e fazer uso dentro de Amsterdam com os trams.

3
A imagem acima
é um Amsterdam Tram Map, tirado do próprio site da cidade (que é outra coisa que vamos falar daqui a pouco pra vocês).

 

A hospedagem

 Depois de uns 15 minutinhos no Tram, descemos e ficamos encantado com o lugar. O ponto que havíamos descido ficava em um cruzamento da rua do nosso apartamento com uma avenida bem movimentada. E entre as duas coisas, o charme da cidade: Um lindo canal.

Ficamos hospedados na Rua Prinsengracht (próximo à Leidsestraat), a mesma onde fica a Anne Frank House.
4
Uma tentativa de panor
âmica da Leidsestraat. A rua do apto que ficamos é na parte esquerda da foto, cruzando a rua da panorâmica.


5

Atrás do Matheus, a nossa rua. Do lado direito da foto ficava o apto. Conseguiu montar o cenário na sua cabeça?

6-768x1024
Encontramos o apartamento que nos hospedamos no site www.airbnb.com. Pra quem não conhece, o Airbnb é uma excelente plataforma que faz o intermédio entre aqueles que gostariam de colocar suas casas/apartamentos para alugar, e aqueles que desejam um lugar para ficar por um determinado tempo.

Achamos interessante a ideia de ficar em um apartamento, pois já tínhamos ficado em hotéis e casa de família. Para uma primeira experiência, achamos bacana experimentar os serviços da plataforma, e resultado… SUPER RECOMENDAMOS! No final das contas, o fato do apartamento ser lindo, bem localizado, de frente para um dos canais, e mais barato que os hostels e hotéis da região contou muito na nossa decisão.

Se você quiser dar uma fuçadinha, entre no site ou baixe o aplicativo. Temos iPhone, e no iPhone o app roda super bem. Tem um design clean e é bem fácil de se encontrar por lá. (Acreditem, o Airbnb não esta patrocinando esse post, hahaha).

7
Essa foi a primeira foto que tiramos da vista do apto assim que entramos. Ficamos in love, total!

A cidade

Amsterdam é mágico. É impossível não gostar desse lugar.

  1. Os canais dão um ar poético e romântico à
  2. As bicicletas te dão uma sensação de liberdade e evolução social.
  3. Há uma riqueza cultural enorme com os diversos museus situados na cidade, como o museu do Van Gogh, Rijksmuseum, Anne Frank House, Eye Filmmuseum (cuja arquitetura vai te deixar boquiaberto, sendo considerada uma das mais modernas da cidade) dentre diversos outros que vocês podem consultar no site da cidade, e com certeza valem a visita.
  4. A cidade conta com parques lindos e convidativos, que no verão merecem parte do seu tempo.
  5. O tour pela fábrica da Heineken é super gostoso para conhecer a historia da empresa, como o processo de produção da cerveja é feita, e você ainda tem direito a 2 copos da cerveja (que na verdade não é muito bem controlado, e vai do seu bom senso tomar os dois ou mais).
  6. E os tradicionais Canal Cruises também são uma ótima opção para gastar o tempo de uma forma proveitosa na cidade. Esses cruzeiros pelos principais canais podem durar de 30 minutos até Alguns oferecem jantar durante o passeio, para uma ocasião mais romântica. Infelizmente não tivemos tempo para provar dessa experiência romântica, mas não deixamos de fazer o passei na nossa ultima tarde.

De qualquer forma, para alguns pode ser um choque cultural enorme, pois aqui muita coisa que no resto do mundo não é liberado, é. Como a maconha, por exemplo, que é vendida em Coffee shops, e você vê pessoas do seu lado bolando um baseado, e fumando. Sem preconceitos, você precisa ir de cabeça aberta. Você não vê as pessoas dando vexame. Cada um faz o que lhe agrada, de forma consciente e sem incomodar os outros, e é por isso que a cidade funciona tão bem.

8 9


Alguns produtos a base de Cannabis que podem ser encontrados em mercados. Cerveja e bolinhos de maconha. 

 

Por falar no bom funcionamento da cidade, lembram que eu disse que falaria a respeito do site? Pois é. Sabem aquele letreiro famosíssimo “I AM STERDAM”? Existe um site da cidade, chamado www.iamsterdam.com onde você pode encontrar T-O-D-A-S as informações sobre a cidade. Desde historia, até atrações atuais. Isso foi apenas outra das coisas que nos fez cair de amores por Amsterdam. É tudo tão ajeitadinho, tão planejado, que deu uma vontade gigantesca de ficar.

10 11

Quando vocês estiverem planejando viajar pra lá, não deixem de consultar o site.

Tá com dúvida de onde alugar uma bike? Olhe no site, ou pergunte pra alguém na rua.

12

Pra finalizar, toda cidade tem aqueles lugares gostosos que ficam fora do roteiro turístico, sendo conhecido apenas pelos residentes, né?

Bom, Amsterdam também tem. E deve ter muitos, mas infelizmente só tivemos o privilégio de conhecer um deles. No entanto, já valeu a pena. Os outros ficarāo para a próxima.

Nos próximos dias teremos outro post sobre essa cidade maravilhosa com algumas curiosidades que achamos interessante compartilhar com vocês. Além disso, tem vídeo no forno…

 

13
foto tirada ap
ós as 22h, no dia em chegamos na cidade.

 

Espero que tenham gostado! 😀

Por Matheus Janjão

 

Post Anterior Próximo Post

PODE SER QUE GOSTE TAMBÉM

5 Comentários

  • Reply Valeria Janjão setembro 17, 2015 at 2:05 am

    Ótimo texto, parabéns por partilharem as experiências tão enriquecedoras que viveram.

    • Reply Amanda Fernandes setembro 17, 2015 at 10:27 pm

      Obrigada Valeria! *-* ♥

  • Reply Na Bagagem- Dicas de Amsterdam – Amandicas | Por Amanda Fernandes setembro 23, 2015 at 3:02 am

    […] plataforma que aluga apartamentos e casas em várias cidades do mundo (como já explicamos aqui no primeiro post de Amsterdam).) O apartamento que alugamos era lindo demais, sinceramente, eu moraria lá pra sempre *-* É tudo […]

  • Reply Antonia Girleane outubro 8, 2015 at 3:51 pm

    Amanda parabéns pelo texto, muito bem escrito e os seus videos tambem estão super bem editados, o que me chamou atenção logo no primeiro que assisti. Parabens!

    • Reply Amanda Fernandes outubro 8, 2015 at 4:42 pm

      Oi Gi, muito obrigada mesmo! ♥ Fico muito feliz em saber que você gostou! *-*

    Comentários