segundodiaemPARRIS

Na Bagagem – Segundo dia em Paris

Depois de chegar na cidade e passar a noite admirando a paisagem  envolta à Torre Eiffel, fomos para o Hotel descansar (confira aqui nosso primeiro dia em Paris).

E agora começa o nosso segundo dia em PARIS..

Estávamos ansiosos e mal consiguimos dormir. Assim que acordamos, nos arrumamos e saímos para procurar um local para tomar café. Nossa amiga Brunna Farizel, do Programa Replique, nos indicou um lugar simplesmente espetacular e memorável. Para vocês terem a noção de quão bom era o atendimento, o ambiente e principalmente A COMIDA, todas as manhãs nós tomávamos café no Le Caffé Cambronne.

IMG_1956

O CROISSANT

O Caffé Cambronne tem 3 opções de café da manhã. Em todas as vezes que passamos por lá, pegamos a mais top porque o custo x benefício era ótimo.  Os melhores croissants do mundo <3 e as baguetes eram avonts. Eles ainda traziam à mesa cremes de queijo e manteiga para passar nos pães; Suco de laranja natural – o que é uma raridade na Europa – chocolate quente (delicioso por sinal), omeletes do jeito que você preferir, e panquecas. É um verdadeiro banquete, e nós super recomendamos.

IMG_1950

Vale ressaltar que o Croissant é muito gostoso. Mas muito meeeeeesmo. É surreal, o Matheus ficou apaixonado. Ele gostou tanto que comprou alguns para levarmos para Londres. Kkkkk

É incrível como cada pequeno detalhe é capaz de criar uma experiencia fantástica na visão macro da viagem. Quando saímos do Caffé Cambronne, já estávamos caindo de amores por essa cidade. E era apenas o segundo dia. E ele tinha acabado de começar.

 

PRIMEIRAS IMPRESSÕES

Voltamos para o Hotel para nos arrumar e para fazer o primeiro tuor a luz do dia pela cidade.

Fomos em direção a Torre, cruzamos toda a Champ de Mars, passamos pela Torre Eiffel, pelo Rio Sena e fomos em direção ao Trocadéro.

Captura de Tela 2015-10-22 às 21.36.22

 

Quando chegamos lá e olhamos para trás, vimos aquela paisagem encantadora. Parecia que estávamos dentro de uma fotografia. O céu ainda estava fechado pois ainda era muito cedo (algo em torno de 10h da manhã), mas já vou adiantar pra vocês que quando voltamos para este mesmo lugar depois do almoço, fomos agraciados com uma vista maravilhosa que vocês poderão conferir mais abaixo.

IMG_2153

Torre Eiffel vista do Trocadéro por volta das 10h da manhã

 Depois disso, usamos o app do Google – Salvador de Viajantes –  Maps para ver o Arco do Triunfo pela primeira vez.

O caminho foi muito agradável. Foi neste momento que sentimos a sensação de estar dentro de um filme. Aquelas ruas de ares poéticos nos davam a impressão de ja ter visitado a cidade anteriormente. Os bares, restaurantes, prédios, casas e até os paralelepipedos em algumas ruas contribuem para tornar a cidade no que ela realmente é.

Assim que chegamos no Arco do Triunfo, ficamos parados admirando o monumento durante alguns minutos até nos darmos conta que já estávamos em cima da hora para o nosso compromisso do almoço. Nos despedimos daquela vista linda, e dissemos a ela que voltariamos ainda naquele dia.

arco

A vista do famoso Arco do Triunfo.

 

O RESTAURANTE DA TORRE EIFFEL

(Como o aniversário do Matheus foi um pouco antes da viagem,  eu quis dar um presente que ele pudesse aproveitar por lá 😛 Por isso, comprei o nosso almoço no Restaurante 58 da Torre Eifflel e dei para ele de presente! )

Depois de muita ansiedade, o grande dia havia chegado. Estávamos com pressa, porque o horário da reserva estava se aproximando, e nós ainda estávamos entre a Av. des Champs Éysées e o Arco do Triunfo. Deste ponto até a Torre são aproximadamente 30 minutos de caminhada. (detalhe, faziamos tudo a pé).

IMG_2202Os tickets de nossa reserva para almoçar no 58 Tour Eifel Restaurant

Para subir até o primeiro andar da Torre, existem duas opções: escada ou elevador. Como tinhamos uma reserva no restaurante, não pagamos pela subida e pegamos uma fila preferencial..

Quando chegamos lá em cima, o coração queria sair pela boca. Pera aí, é isso mesmo? Estou na Europa, mais precisamente na França, em Paris, em cima da Torre, prestes a almoçar no bistrô dentro dela? Sim, era isso mesmo. Como eu disse anteriormente, cada pequeno detalhe, se somados são capazes de promover uma experiência incrível.

A comida, como já esperado, estava uma delícia. Tivemos direito à entrada, prato principal, sobremesa e bebida.

Os pratos do Matheus:

Entrada – Carne de Pato com Foia gràs

Prato principal – Salmão grelhado com molho de laranja e Purê de batata com torradas.

Sobremesa – Crème brulê

matheus comimda

Os meus pratos:

Entrada – Creme (uma espécie de sopa) de cogumelos com ricota.

Prato principal – Pasta à Carbonara

Sobremesa – Crème com frutas frescas.

IMG_2216

 

Para ser 100% perfeito, só faltou sentarmos na mesa da janela. Estávamos a uma mesa de distância da janela que tinha a vista para o Trocadéro, no entanto, já era o suficiente pra tornar a ocasião perfeita.
Assim que o casal que estava sentado nesta mesa saiu, fomos até lá tirar uma foto da vista que tinhamos.

IMG_2219 IMG_2226

Quando saímos do restaurante, fomos aproveitar um pouco do que tinha neste andar da Torre. O ambiente é extremamente agradável, com lugares para sentar e admirar a vista ao som de uma boa música e até coisas pra comer, como sorvete, caso você queira comprar.

amanda torre

AH, o salto foi só para o restaurante.. Saindo de lá eu já tirei e coloquei meu chinelinho hahaha

vista 1 vista2

matheus torre

Depois de curtir toda a vista e ambiente que esse primeiro andar podia nos proporcionar, decidimos subir para o segundo andar da Torre. O andar intermediário. E olha… foi difícil, viu? Nada de elevador. Eram as escadas, nós, e aquele calor de mais de 30 graus derretendo a gente. Mas não desanimamos, e subimos até lá. De lá, percebemos que tudo que é bom pode ficar ainda melhor.

vista 3 vsta4 vista5 

TROCADÉRO

Lembram do que eu disse lá em cima, que a tarde voltamos para o Trocadéro e  fomos agraciados com um céu lindo, deixando uma vista linda ainda mais perfeita?

Pois é, assim que saimos do restaurante, nossa intenção era ir até o Louvre. Para chegar até lá, traçamos o seguinte caminho: Fomos em direção ao Trocadéro novamente, de lá seguimos para a Champs Élysées, e andamos do Arco do Triunfo até lá.

vista6

Quando chegamos ao Trocadéro, vimos uma das vistas mais lindas de nossas vidas, se não a maior de todas.

vista 7

IMG_2406

Tive que parar para tirar foto hahaha

Musée du Louvre

Passamos por uma experiencia muito bacana no Musée du Louvre.

Quando estávamos no meio da Av. de Champs Élysée, percebemos que ela era realmente muito grande, e o calor estava nos desgastando. Então lembrei que uma amiga havia me contado que tem duas formar de se chegar no Museu: Pela entrada mais conhecida (andando) e outra através da entrada da estação de metrô do Museu. Como até onde sabíamos a entrada do metrô era a mais rápida, decidimos pegar um metrô no meio da Champs Élysée com destino a estação do Musée du Louvre.

Depois de penar muito pra chegar até lá e descer na estação errada, vimos que havia uma fila quilométrica para entrar, e já estava perto do horário de fechar.

IMG_2441 vista 8

O Matheus decidiu perguntar para um sergurança se realmente existia uma entrada pela estação e como fazíamos para chegar até lá. DE REPENTE o segurança disse…

  • Vocês estão sozinhos ou há mais alguém com vocês?
  • Estamos só nós dois – disse o Matheus.
  • Então venham comigo…

Olhamos um para o outro sem entender para onde ele iria nos levar. Para a nossa surpresa, atingindo o ponto máximo dessa nossa experiencia de conhecer Paris, o segurança abriu uma das portas de vidro e nos liberou sem que precisássemos pegar a fila.

VOCÊS ACREDITAM NISSO? Hahahahaha Aquilo foi demais!!

Assim que entramos no Museu, pra melhorar, descobrimos que não seria necessário pagar pelos tickets devido a nossa idade.

Neste momento, faltavam pouco mais de 2 horas para que o Museu fechasse as portas naquele dia.

Corremos para comprar um Audio Guide (que no caso do Musée du Louvre, é em um Nintendo DS), e fomos atrás das obras que mais nos interessava.

luvres

Sol visto do Louvre às 20h00

 Como a maioria de vocês já sabe eu faço arquitetura, e no curso nós estudamos MUITA história da arte, estudamos tanto que acabamos por nos apaixonar por ela. Entrar nesse Museu e poder ver as obras bem de pertinho foi INCRÍVEL, não tenho nem palavras para expressar o que eu senti naquele momento, juro… fiquei emocionada!

  • Nada descreve!

IMG_2474

 

A Victoria de Samotracia, o meu maior amor no Louvre <3

IMG_2521

Conseguimos chegar bem pertinho da Monalisa, ficamos cara a cara com ela! *-*

IMG_2511

Depois de duas horas de visita, o museu estava fechando as portas e nós já estavamos morrendo de fome. (que novidade kkkk)

Saimos de lá e paramos para jantar no Café Marly, um restaurante – café muito indicado pelas minhas amigas e muito elogiado nos blog de viagem que eu li. Pedimos a entrada que era uma cesta de diferentes pães com manteiga,  e uma salada muito gostosa e completa para dar uma amenizada nas calorias ingeridas durante o dia hahaha 😛

Realmente, o lugar lá é maravilhoso! Pena que eu já estava sem bateria e não consegui fazer nem foto e nem vídeo :(

Fizemos algumas fotos bem clichês na frente do Louvre antes de ir para casa 😛

thumb_IMG_2557_1024

 

E assim terminou o nosso segundo dia na CIDADE LUZ!
Espero que o post ajude você, viajante que está contando os dias para ir para Paris!

Já estão ansiosos para o terceiro dia? Dica do que vai ter no próximo post da viagem: Pedido de casamento hahaha

Aguardem que logo logo tem mais!

BEIJOS!

 

 

Post Anterior Próximo Post

PODE SER QUE GOSTE TAMBÉM

2 Comentários

  • Reply Nina Albuquerque outubro 29, 2015 at 12:58 am

    Isso sim que é luxo hein? Adorei seu blog Amanda! Tudo super lindo e organizado. Estou lhe seguindo na fan page e instagram.

    Beijos linda e Sucesso!

    http://majestadesanta.blogspot.com.br/

    • Reply Amanda Fernandes outubro 29, 2015 at 1:03 am

      Que bom que você gostou Nina! *-* Fiquei muuuito feliz, obrigada! <3

    Comentários